Levantamento do SPC Brasil mostra queda de 2,84% da inadimplência na Região Sul

Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas - FCDL-RS comemora a queda do número de inadimplentes, apesar de haver ainda um índice elevado de pessoas endividadas


Geral - 19/12/2016
Pesquisa anima FCDL-RS visando as vendas de Natal
Pesquisa anima FCDL-RS visando as vendas de Natal - Créditos: Mariana da Rosa
     A queda da inadimplência na Região Sul, é saudada como um sinal positivo que pode ajudar a impulsionar as vendas no Natal, data mais importante do ano para o comércio gaúcho. De acordo com o Levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito Brasil (SPC) referente ao mês de outubro, foi registrada uma queda de 2,48% na comparação com o ano passado, alcançando número de 8,3 milhões de pessoas negativadas. Apesar disso, o que preocupa é que o número equivale a 37,63% da população adulta.
     A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas - FCDL-RS vê a queda como um grande ponto de partida para o final do ano. O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, enxerga a redução desse índice como um fator preponderante para um crescimento expressivo das vendas nessa época.
     - A questão da inadimplência é fundamental para entender as movimentações do comércio para esse período. A queda do índice de pessoas negativadas representa um avanço da movimentação da economia no varejo, o que é extremamente positivo. Sabemos que é preciso ainda melhorar muito, mas já é um bom sinal - explica.
     O Sul aparece como a terceira região com maior número absoluto de consumidores negativados no país, atrás do Nordeste, com 15,4 milhões e o Sudeste, com 24,6 milhões. O índice nacional registrou uma queda de 0,21% na comparação com 2015. Outro dado que chama atenção foi a alta das dívidas bancárias referentes a serviços básicos como água e luz. Esse índice teve um crescimento de 2,97% em relação ao ano passado.

[Fonte:   Play Press]
Clique aqui para comentar
Para comentar, você deve estar conectado à uma dessas contas:



Comentários
Os comentários não representam a opinião do Grupo Redesul. A responsabilidade é do autor da mensagem.